quarta-feira, 1 de abril de 2009

25 anos sem Marvin Gaye

Levanta a mão quem nunca sentiu vontade de ligar para o namorado [ou equivalente] e convidá-lo para uma fantástica noite a dois, no exato momento em que ouve o primeiro acorde de Let's Get it On! Todo mundo, né? Essa sensualidade a flor-da-pele foi uma das grandes marcas da obra de Marvin Gaye, astro de talento inegável do Rhythm and Blues, que morreu há exatos 25 anos.
.

Gaye foi morto a tiros pelo pai, um pastor evangélico que tinha o mesmo nome do filho famoso, no dia 1° de abril de 1984, a um dia de completar 45 anos. Os tiros foram ocasionados por mais uma discussão entre os dois, coisa que havia se tornado rotineira na família. Problemas com drogas e relacionamentos, além de depressão e manias de perseguição levaram Gaye a voltar a morar com os pais na Califórnia.

Mas antes desse final trágico, esse gênio da soul music nos deixou uma vasta herança musical que ninguém tira da competência e originalidade dele: canções de letras sensuais, álbuns engajados na preservação do planeta [What's Going On] - isso em 1971! - tudo isso consta no inventário artístico de Marvin Gaye, que se estivesse vivo, completaria 70 anos amanhã.

Sexual Healing, lançada no álbum Midnight Love, em 1982, rendeu os dois primeiros prêmios Grammy da carreira de Gaye - nas categorias melhor performance R&B e melhor R&B instrumental. A magistral apresentação de Marvin Gay cantando a canção, na noite do Grammy Awards 83, em fevereiro deste mesmo ano, dá pra ver aqui.

14 comentários:

Du disse...

Credo, eu não sabia que ele tinha morrido dessa forma, nossa! =/

Sexual Healing é o tipo de música eterna, daquelas que eu vou gostar de ouvir sempre!

Beijos!

Bia Kohle disse...

Acho que eu nunca serviria para ser uma personalidade internacional, ou não.
Essas pessoas tem histórias de vida incríveis!

Beijos

Crisenta disse...

Adoro Marvin Gaye e Barry White.. a música que eles fazem são linda além do mais são muito boas pra dar aquele clima sei é que vc me entende hahaha! A minha prefirida do Gaye é 'lets get in on' perfeita... Morte trágica a dele hein? Novidade pra mim não sabia... Beijos

renato disse...

Quando abre a apresentação do marvin gaye na noite do grammy, a plateia se levanta para aplaudir o cara e adivinha? a marilia gabriela está lá de peruca preta e vestido vermelho! já olhou?
eheheheh

Luana Diniz disse...

nossa, tu me fez parar p ficar curtindo o som dele agora.
\o/

to tendo sensações adolescentes. hahaa

meus instantes e momentos disse...

maneirissimo teu blog, é muito bom vir aqui.
maurizio

Patricia disse...

nó eu não sabia disso.
esse cara é um monstro.. sexual healing é um clássico!

beijo xuxu :*

Gisele Amaral disse...

O cara é um clássico mesmo. Foi praticamente um "hitman", lançando um sucesso atrás do outro. Mas a vida tem dessas coisas, infelizmente. =(

Beijos.
=*

Nina disse...

Ahhhh, musica boa, é verdade Gi, só musica gostosa pra namorar..

meus instantes e momentos disse...

passando para te desejar um feliz final de semana.
Maurizio

Gisele Amaral disse...

Definição perfeita da Nina: música gostosa pra namorar! =) heheheh

=*

Vanessa disse...

Gente, eu tô ficando velha mesmo :-). gostava muito dele!


Este é um comentário convite.
Como vc participou da coletiva O livro da minha vida, estou convidando para mais um evento sobre literatura em 18 de abril no Fio de Ariadne.
Visite o Fio amanhã, 08 de abril e, caso se identifique com a ideia, coloque seu nome na lista e concorra a um livro da Jorge Zahar Editor.

Abraço

*Renata disse...

Gi,

Adoro Marvin Gaye! Principalmente aquelas que dá vontade de dançar e extravasar.
Não sabia da história dele. Uma pessoa tão alegre com uma vida tão triste :/

Beijo!

Nina disse...

Tudo bem contigo querida Gi???
Passei só pra desejar um lindo fim de semana!!!