sexta-feira, 28 de março de 2008

Um olho gigante na tela

Da série Filmes que Ninguém Lembra

Este eu assisti muito por acaso, há uns 15 anos (olha que não passei dos 26...) em uma noite de insônia - já presente em tão tenra idade! - numa dessas "sessões de gala" ou "corujões" da vida. Conta a história de uma cidade do interior da Inglaterra em que uma série de assassinatos começa a assustar os moradores, especialmente por uma particularidade nas preferências do assassino: ele só mata mulheres com alguma deficiência física.

Nesse cenário surge Helen, a dama de companhia de uma rica senhora, moradora de uma formidável mansão vitoriana, ideal para a ação de assassinos loucos. Helen é muda desde a infância e invariavelmente entra na mira do serial killer. O avanço da história deixa claro que o assassino vive na estranha mansão, onde tem uma escadaria em espiral. É lá que "ponto de vista" da câmera mostra o olhar do assassino desconhecido observando a mocinha sem palavras. Vez por outra, um imenso olho enche toda a tela - o olho do psicopata a observar sua próxima vítima. Este fulano olho é uma das lembranças que mais se fixou em minha memória e, não por acaso, ele foi parar em um dos cartazes do filme, uma produção de 1945!

O clima do filme é de um clássico noir, em P&B, com muitas sombras, tempestade lá fora - com direito a raios, trovões e estranhas ventanias - e suspense alcançando picos extremos. Enquanto a mocinha caminha, lépida e fagueira, pela escadaria da mansão ou mesmo pelos jardins da propriedade, tem sempre uma figura anônima a observá-la, estudando um bom momento para o ataque fatal. Encontrei no YouTube um trecho do filme em que se percebe nitidamente o mistério e o medo que envolvem a história. Dá para vê-lo clicando aqui.

O filme foi inspirado no romance da escritora Ethel Lina White, que acabou virando roteirista de cinema. Entre outros roteiros interessantes que escreveu, está também A Dama Oculta, filme de 1938, dirigido por Alfred Hitchcock - ainda no seu período pré-Hollywood.

Será que alguém, além de mim, lembra deste filme?

2 comentários:

Dirk disse...

Noto que, desde tenra idade, a mocinha é chegada na sessão de gala....

Ricardo disse...

Esse tu foi buscar longe. Nunca tinha ouvido falr desse.

hahahaha... Boa essa do Dirk.