terça-feira, 25 de março de 2008

Um cast para Hitchcock

É lugar-comum afirmar que o grande Alfred Hitchcock foi um cineasta cheio de "rituais" na hora de rodar seus filmes: suas rápidas aparições, geralmente no início deles; a escolha (a dedo) do elenco; a fixação em loiras angelicais - que depois se mostravam um tanto demoníacas - as estranhas relações entre mães e filhos, como Norman Bates e a mãe morta, em Psicose; além do perfeccionismo exacerbado, viraram marca da sua filmografia.

Dentre as muitas manias, uma foi foco da edição de março da revista norte-americana Vanity Fair: a escolha apurada dos atores rotineiramente feita pelo diretor inspirou o ensaio Hitchcock Portfolio, em que 21 atores da geração hollywoodiana pós-Hitchcock foram convidados para reviverem cenas marcantes de filmes marcantes realizados pelo inglês naturalizado norte-americano. Se ele tivesse sobrevivido àquele abril de 1980, quem, hoje em dia, seria aprovado pelos rigorosos critérios hitchcockianos? Eis o resultado da investigação.

Scarlett Johansson e Javier Barden em Janela Indiscreta (1954)


Jodie Foster em Os Pássaros (1963)
.
.

Renée Zellweger em Um Corpo que Cai (1958)


Naomi Watts em Confissões de uma Ladra (1964)

Gwyneth Paltrow e Robert Downey Jr. em Ladrão de Casaca (1955)

Charlize Theron em Disque M para Matar (1954)

.

Marion Cotillard em Psicose (1960)


Qual destes jovens talentos de Hollywood cairia nas graças do diretor perfeccionista? Confira outras fotos do ensaio aqui. Claro que o YouTube não deixaria isso de fora do acervo, né? Aqui tem um vídeo sobre o ensaio da Vanity Fair.

3 comentários:

Ricardo disse...

A Zeelweger não conseguiu em nada reproduzir a graça da Kin Novak em "Vertigo"!

Riobaldo disse...

A Kim Novak é insuperável. Talvez, em beleza a Charlize se aproxime.

Anônimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu