quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Amo muito tudo isso!

Estive lendo por esses dias - numa dessas reportagens que se você não ler, perdeu algo muito importante para sua vidinha pós-moderna – que o Tom Cruise rejeita e-mail e diz dormir só 3 horas por dia. Na matéria, publicado pela Folha Online, o holywoodiano conta que está na melhor fase de sua vida, e que veste “calça jeans, meias, camiseta e cinto”. Ele também enumera as coisas que mais gosta ultimamente em sua vida. Que perda de tempo! Quem quer saber disso? Infelizmente um monte de gente se interessa por tolices como essa – o link para a “notícia” estava em terceiro lugar no ranking das matérias mais lidas da Folha do dia 07 de novembro. Numa mórbida curiosidade, acabei fazendo uma pesquisa no Google com palavras-chaves muito simples, mas com ótimos resultados (1.860.000 em 0,23 segundos). Dentre as muitas opções, “entrevista com celebridades” me levou a uma página recheada de entrevistas com celebridades de toda espécie, desde Sacha (filha da Xuxa) até Fátima Bernardes, passando por atores “cool” como Samuel L. Jackson e celebridades em baixa como ex-BBBs (Íris e Graziela Massafera). Nas declarações que deram manchetes, palavras indecorosas e conclusões até vergonhosas estampavam a página de cima a baixo.
Partindo do pressuposto de que a Suzana Vieira pode afirmar que se sente como uma paquita, o José Mayer se achar um garanhão e um tal Malvino Salvador se ver como um saradão gostosão, acredito que também posso falar, neste espaço, sobre coisas que gosto ou que não gosto – achem tolice ou não!

Vamos lá: tenho me sentido bem adolescente, gostando de um monte de coisas desimportantes, mas que fazem uma diferença... Outro dia, numa feira de livros aqui na cidade, me peguei enchendo uma sacola com gibis. Já tinha comprado um ou outro livro, mas gibi do Fantasma!? Comprei mesmo. E essa minha paixão por quadrinhos e tiras já é meio exposta, meio conhecida... nada melhor que assumir logo isso. O hiperativo Calvin e seu tigre Hobbes; e a turma inteira do Mindubim! Das baboseiras atuais, adoro as séries importadas – Heroes, Smallvile, The 4400, Prison Break. Gosto também de leituras em geral – até bula de remédio, se não tiver nada pra matar a vontade. Mas tem coisa que não dá para engolir, embora pareça puro preconceito... Paulo Coelho e auto-ajuda não adianta insistir.
Adoro meu trabalho, mas às vezes ele é muito duro. Amo essa carreira de escrever, mas não é tão recompensadora... Quem sabe daqui para a frente isso não melhore... Caso contrário, minha saída mais fácil para o sucesso é começar a escrever sobre celebridades. Quem sabe não seja um bom campo de trabalho, esse
de biógrafa...

Um comentário:

renato disse...

o google pode ser rápido